Estudo fitoquímico, físico-químico e bioativo do extrato hidroetanólico floral de Ouratea lancifolia R. G. Chacon & K. Yamam. (Ochnaceae)

Autores

  • Antonio Carlos Pereira de Menezes Filho Instituto Federal Goiano, Campus Rio Verde, Goiás
  • Mariana Chaves Santos Instituto Federal Goiano, Campus Rio Verde, Goiás
  • Carlos Frederico de Souza Castro Instituto Federal Goiano, Campus Rio Verde, Goiás

Resumo

A espécie Ouratea lancifolia pertencente à Família Ochnaceae habitando áreas do domínio Cerrado no Brasil, o Táxon apresenta anualmente inflorescências de coloração amarela com flores aromáticas. As flores de O. lancifolia foram coletadas pela manhã. O extrato hidroetanólico 70% foi preparado por maceração. Foram realizadas análises de rendimento, massa seca, teor de umidade, pH, sólidos totais, índice de refração, densidade relativa, flavonoides totais, redução do radical livre DPPH, compostos fenólicos totais, fitoquímica qualitativa, ensaio fotoprotetor, cromatografia em camada delgada e atividade hemolítica sobre eritrócitos humanos. Foram obtidos os seguintes resultados rendimento de 4,55%, massa seca de 18,46%, teor de umidade de 81,54%, pH de 5,33, sólidos totais de 1,03%, índice de refração de 1,3679 nD, densidade relativa de 0,8416 g mL-1,  flavonoides totais de 521,60 mg 100 g-1, atividade antioxidante com CI50 de5,46 µg mL-1, compostos fenólicos totais de 377,19 mg EAG 100 g-1, várias classes de compostos fitoquímicos positivos, o ensaio fotoprotetor apresentou resultados para absorção em UVA, UVB e UVC, a cromatografia em camada delgada com 22 Rfs para o eluente acetona/clorofórmio e atividade hemolítica entre 71,05% a 11,76% para as concentrações de 1000 a 5 µg mL-1. O extrato floral de Ouratea lancifolia apresentou bons resultados físico-químicos e biológico.

Downloads

Publicado

2021-03-20

Edição

Seção

Artigos Científicos