Estudio Dilatométrico de Aguamarinas de la Mina Tierra Blanca, São José da Safira, MG

Autores

  • Arol Josue Rojas Rojas Universidade Federal do Ceará https://orcid.org/0000-0001-5290-3883
  • Taise Matte Manhabosco Universidade Federal de Ouro Preto
  • Igor Alex Soares Santos Universidade Federal de Ouro Preto
  • Victor Carvalho Fagundes Melo Universidade Federal de Ouro Preto
  • José de Araújo Nogueira Neto Universidade Federal de Goiás

Resumo

No município São José da Safira do estado de Minas Gerais localiza-se a lavra Terra Branca, produtora de diversos tipos de gemas de grande valor. Uma destas a água-marinha, a qual é uma variedade do berilo, com cores que podem variar do azul ao verde. O presente estudo consistiu na análise de cristais de água-marinha utilizando dilatometria, com o objetivo de determinar as temperaturas dos eventos térmicos e das mudanças químicas presentes no mineral durante o estudo, sendo estes entre outros, a dimensão linear relativa, a variação de comprimento e o coeficiente de expansão térmica. Os resultados obtidos nas amostras analisadas foram de 0,0451 a 0,8961 % para a dimensão linear relativa, de 3,07 a 386,01 µm na variação do comprimento e para os coeficientes de expansão térmica os valores variaram de 5,7147 a 8,2971x10-6/K. Estes resultados indicam que os cristais de água-marinha exibem expansão térmica positiva em um amplo intervalo de temperaturas e que ao redor dos 840 °C começa a transição de fase e alcança o ponto máximo a 1076 °C. As amostras analisadas apresentaram um comportamento homogêneo.

Publicado

2021-03-20

Edição

Seção

Artigos Científicos