Enteroparasitas zoonóticos do gênero Ancylostoma spp. e Toxocara sp. em fezes de cães coletadas em locais públicos do 1° distrito da cidade de Rio Branco-AC

  • Felipe Aparecido de Alencar
  • Leonardo Nunes de Queiroz
  • Sara Kesia da Silva Uchôa
  • Hemeson Lira de Moura

Resumo

Não é de hoje que os cães têm um papel fundamental na sociedade, desde terapias para tratamentos de transtornos e doenças além da guarda de residências e segurança. Contudo, cães domésticos e errantes que não passam por um tratamento adequado, estão ligados diretamente em transmissões zoonóticas, sendo eles hospedeiros definitivos de alguns parasitas. Com isso, o presente trabalho buscou avaliar a presença de parasitas com potencial zoonótico em fezes de cães coletadas em locais públicos de recreação e lazer de Rio Branco. Foram analisadas 80 amostras utilizando método de sedimentação espontânea (Hoffman) e flutuação em solução saturada de NaCl (Willis-Mollay), obtendo positividade em 47,5%. Dentre os parasitas encontrados nas amostras positivas foram Ancylostoma spp. (78,9%), Toxocara sp. (13,1%), Ascaris sp. (2,6%) e Trichuris sp. (44,7%). A presença de parasitas com potencial zoonótico nas amostras analisadas indica a necessidade de adotar medidas de prevenção, controle e tratamento de animais infectados, visto que, Ancylostoma spp. e Toxocara sp. causam doenças como a Larva Migrans Cutânea e a Larva Migrans Visceral.

Publicado
2020-05-07
Seção
Artigos Científicos