Experiências da extensão universitária na formação de professores de ciências

  • Gahelyka Aghta Pantano Souza Universidade Federal do Acre - UFAC http://orcid.org/0000-0003-1548-3853
  • Bianca Martins Santos Universidade Federal do Acre
  • André Ricardo Ghidini Universidade Federal do Acre

Resumo

O projeto Ciência na Escola: Experimentação e Teoria, é uma proposta dos professores dos cursos de Licenciatura em Química, Física e Biologia da UFAC, vinculados ao GPEEC e ao LEPEQ. O projeto promove ações de pesquisa e extensão no âmbito da educação básica por meio da articulação entre universidade e escola. As atividades consistem em reunir durante uma semana, estudantes, professores da rede estadual de ensino de Rio Branco/Acre e docentes da graduação em atividades de minicursos ministrados por acadêmicos das licenciaturas envolvidas. Com o objetivo de proporcionar a vivência da docência, a partir da atuação prática na elaboração de materiais didáticos de aulas teóricas e experimentais, os acadêmicos experienciam a aproximação entre universidade e escola. Os ministrantes planejam os minicursos considerando aspectos da pesquisa qualitativa, com característica do tipo participante e colaborativa, de acordo com as abordagens da Educação em Química, Física e Biologia, atendendo inclusive abordagens metodológicas voltadas à formação de professores da educação básica. Os resultados deste projeto apontam para diferentes ações que incentivem a integração entre a universidade e a escola, de forma que estudantes e professores tenham formação complementar e continuada respectivamente, ao passo que conceitos científicos contextualizados são construídos entre os alunos da educação básica.

Biografia do Autor

Gahelyka Aghta Pantano Souza, Universidade Federal do Acre - UFAC
Professora de Ensino de Química na Universidade Federal do Acre (UFAC). Possui graduação em Licenciatura Plena em Química e Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Doutoranda em Educação pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) (Em Andamento). Professora e pesquisadora em temáticas relacionadas a educação básica e ao ensino superior na área de Química, com ênfase em Ensino de Química; Materiais Didáticos; Formação Inicial e Continuada de Professores. Vice líder do Grupo de Pesquisa e Extensão em Ensino de Ciências (GPEEC) e Coordenadora do Laboratório de Ensino e Pesquisa em Química (LEPQ/UFAC). Atualmente é representante da Região Norte na Sociedade Brasileira de Ensino de Química (SBEnQ), mandato [2018-2020].
Bianca Martins Santos, Universidade Federal do Acre
Atualmente é professora da Universidade Federal do Acre (UFAC), onde atua como coordenadora do programa de pós-graduação do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física (MNPEF/ Polo 59), vice coordenadora do curso de licenciatura em física e docente vinculada ao Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática (MPECIM). No momento, coordena o subprojeto de Física do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) financiado pela Capes que teve início em Agosto de 2018. Possui Pós-Doutorado (2016), no Instituto de Física, na Universidade Federal Fluminense (I.F.U.F.F.), Doutorado (2015) em Física Nuclear Teórica pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Mestrado (2011) em Engenharia nuclear pelo Instituto Militar de Engenharia (IME) e graduação em Licenciatura em Física (2008) pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Desenvolve pesquisa na área de Ensino de Física e em Física Nuclear Teórica; e projetos de ensino, pesquisa e extensão na área de formação inicial e continuada de professores de física.
André Ricardo Ghidini, Universidade Federal do Acre
ossui graduação em Bacharelado e Licenciatura em Biologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2004) e doutorado em Ciências Biológicas (Biologia de Água Doce e Pesca Interior) pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (2011). Atualmente atua no Ensino Superior como professor do Magistério Superior na Universidade Federal do Acre (Campus Rio Branco), como Dedicação Exclusiva, na área de Bases Biológicas e Ensino de Ciências. e desenvolve pesquisa na área de Educação no Ensino Superior e na Área de Ecologia e Taxonomia do zooplâncton (ênfase em Cladóceros). Atualmente é vinculado como Professor e Orientador no Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática e do Mestrado em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais da Universidade Federal do Acre.

Referências

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação Qualitativa em Educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Portugal: Porto, 1994.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Supremo Tribunal Federal. Secretária de documentação, 2017. Disponível em: <http://www.stf.jus.br/arquivo/cms/legislacaoConstituicao/anexo/CF.pdf. > Acesso em 26/01/2018.

DOMINGUINI, L.; ROSSO, P.; GIASSI, M. G. Extensão e a Formação Continuada de Professores: um estudo de caso em Ciências Naturais. Ver. Ciências. Ext. v. 9, n. 1, p. 124-134, 2013. Disponível em: <http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/article/view/747/809>. Acesso em 26/01/2018.

GÜLLICH, R. I. C.; ZANON, L. B. Articulando ciclos reflexicos em um processo de investigação-formação-ação em Ciências. In: GÜLLICH, R. I. C.; HERMEL, E. E. S. Ensino de Biologia: construindo caminhos formativos. Curitiba: Prismas, p. 19-41. 2013.

NÓVOA, A. Formação de Professores e Formação Docente. 1997. Disponível em: <https://core.ac.uk/download/pdf/12424596.pdf>. Acesso em 26/01/2018.

PÉREZ, D. G.; CARVALHO, A. M. P. Formação de Professores de Ciências: tendências e inovações. Cortez Editora, 9° Ed., São Paulo, 2009.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE (Brasil). Resolução nº 45, de 11 de setembro de 2017. Disponível em: <http://www.ufac.br/site/ocs/conselho-cepex/resolucoes-de-2017/resolucao-n-o-045-de-11-de-setembro-de-2017>. Acesso em 26/01/2018.

ZANON, L. B.; SILVA, L. H. A. Formação continuada de professores de Ciências. In: GÜLLICH, R. I. C.; HERMEL, E. E. S. Ensino de Biologia: construindo caminhos formativos. Curitiba: Prismas, p. 295-319. 2013.

Publicado
2019-12-10
Seção
Relatos de Experiência