Movimento escoteiro e educação não formal: o uso de atividade de experimentação química em um acampamento escoteiro

  • Ana Luíza do Prado Lima
  • Márlon Herbert Flora Barbosa Soares
  • Nyuara Araújo da Silva Mesquita

Resumo

O presente trabalho pretende discutir alguns aspectos sobre o uso de jogos e atividades lúdicas em ambiente de educação não formal, o movimento escoteiro. Apresenta um breve histórico sobre a história do Escotismo no cenário mundial e brasileiro, bem como seus princípios e seu método escoteiro. Aborda as definições de educação formal, informal e não formal, caracterizando-as segundo autores da área, tendo como objetivo mostrar que a atividade de experimentação pode ser usada em um espaço de educação não formal. Essa pesquisa se caracteriza por uma abordagem qualitativa a partir de um estudo de caso e observou as diversas possibilidades de utilização de atividades de experimentação dentro do ambiente de educação não-formal, o movimento escoteiro, como possibilidade de se trabalhar conceitos químicos a partir de jogos e atividades lúdicas.
Publicado
2019-06-28