Avaliação do consumo alimentar na ocorrência de hipertensão gestacional em pacientes atendidas nas Unidades Básicas de Saúde no interior do Amazonas.

  • Maria Rosely Vasconcelos Da Costa
  • klenicy Yamaguchi Universidade Federal do Amazonas
  • Karoline Santana de Freitas

Resumo

Este estudo teve por objetivo analisar o perfil nutricional de 80 gestantes com hipertensão acompanhadas pela Unidade Básica de Saúde no município de Coari, Amazonas, Brasil. Trata-se de uma pesquisa quantitativa do tipo exploratória-descritiva, na qual foram utilizados dados de histórico, estilo de vida e hábitos alimentares das gestantes por meio de um Questionário de Frequência Alimentar. A partir dos resultados pôde-se evidenciar um alto percentual de gestantes que consomem alimentos ricos em cloreto de sódio e que já possuem antecedentes familiares e risco de hipertensão. Entre os alimentos mais citados destacou-se a margarina, biscoito salgado, calabresa e salsicha como consumidos semanalmente. Pôde-se verificar que há falta de esclarecimento sobre as consequências da má alimentação e os riscos que as gestantes estão expostas. Políticas públicas voltadas para a saúde e acompanhamento nutricional das gestantes são de suma importância para evitar complicações no parto e promoção de hábitos alimentares mais saudáveis que garantam uma melhor a qualidade de vida.

Publicado
2020-01-22
Como Citar
Rosely Vasconcelos Da Costa , M., Yamaguchi, klenicy, & Santana de Freitas , K. (2020). Avaliação do consumo alimentar na ocorrência de hipertensão gestacional em pacientes atendidas nas Unidades Básicas de Saúde no interior do Amazonas. South American Journal of Basic Education, Technical and Technological , 6(2), 368-380. Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/SAJEBTT/article/view/2752
Seção
Artigos Originais Ciências da Saúde