DO PARADIGMA DA FORMAÇÃO NAS ESCOLAS NORMAIS NO BRASIL AOS PARADIGMAS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA CONTEMPORANEIDADE

  • Carlos Augusto de Santana Sobral Universidade Federal do Acre.
  • Manoel de Souza Araújo Universidade Federal do Acre.
  • Rafael Marques Gonçalves Universidade Federal do Acre http://orcid.org/0000-0002-9038-1542

Resumo

Este artigo está dividido em três partes, a primeira apresentar como se deu a implantação das Escolas Normais no Brasil, Instituições voltadas para a formação de professores no país. A segunda parte traz o paradigma da racionalidade que norteou tais formações dessas escolas. Por último, foi abordado os novos modelos de paradigmas que norteiam a formação de professores na contemporaneidade. O objetivo desse trabalho é mostrar de maneira sucinta como se implantou uma instituição e seu modelo de formação voltada para professores no Brasil. De uma forma breve, trazemos as dificuldades que essas instituições chamadas de Escolas Normais tiveram para se consolidar no país. Outro aspecto abordado no texto é a importância que era dada aos profissionais de educação, o currículo utilizado na formação de professores e como eram contratados esses profissionais. Todos esses pontos mencionados eram modificados conforme a elite que dominava o poder. Os grupos conservadores denominados “os saquaremas” tinham uma visão divergente dos grupos liberais republicanos e, essas divergências trouxeram modificações significantes na organização do ensino no país. Vale ressaltar que essas mudanças devem ser vistas e analisadas de forma mais profunda, pois percebemos que interesses ocultos de cunho elitista estavam por trás desses embates, nada muito distante do que presenciamos na contemporaneidade. Portanto o intuito desse artigo é nos levar a refletir sobre esses interesses elitizados que rompem a barreira temporal e se alojam nos dias de hoje com outra roupagem chamada currículo.

Biografia do Autor

Carlos Augusto de Santana Sobral, Universidade Federal do Acre.

Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Acre.

Manoel de Souza Araújo, Universidade Federal do Acre.

 Mestrando em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Acre. Bolsista CAPES. 

Rafael Marques Gonçalves, Universidade Federal do Acre
Professor da Universidade Federal do Acre - Campus Cruzeiro do Sul. Doutor em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (ProPEd) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Mestre em Educação (2012) e Pedagogo (2007) pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação, Currículo, Práticas Cotidianas, Formação e Cotidiano Escolar.

Referências

CARR, W. KEMMIS, S. Becoming critical: education, knowledge and action research.

CONTRERAS, J. Autonomia de professores. São Paulo: Cortez, 2002.

GIROUX, H. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 1997.

LOPES, Eliana Marta Teixeira, FARIA FILHO, Luciano Mendes VEIGA, Cynthia Greive. (orgs.). 500 anos de educação no Brasil. 2ªed. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

NÓVOA, A. Formação de professores e profissão docente. In: NÒVOA, A (Coord.). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

PEREIRA, J. E. D. Perspec. Dial. Rev. Educ. Soc., Naviarí, v. 01, p. 34-42, jan-jun. 2014.

SCHÖN, D. A. Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e aprendizagem, Porto Alegre: Arte Médicas Sul, 2000

VICENTINI, P.P. e LUGLI, R. G. História da profissão docente no Brasil: representações em disputas. São Paulo: Cortez, 2009.

VILLELA, H. “O ensino mútuo na origem da primeira escola normal do Brasil”. In: BASTOS, M. H. e FARIA FILHO, L. M. (orgs). A Escola elementar no século XIX: o método monitorial/mútuo. Passo Fundo-RS: Ediupf, 1999, p. 145-176.

Publicado
2019-08-01
Como Citar
Sobral, C. A. de S., Araújo, M. de S., & Gonçalves, R. M. (2019). DO PARADIGMA DA FORMAÇÃO NAS ESCOLAS NORMAIS NO BRASIL AOS PARADIGMAS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA CONTEMPORANEIDADE. South American Journal of Basic Education, Technical and Technological , 6(1). Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/SAJEBTT/article/view/2306
Seção
Artigos Originais Ciências Humanas