Ferramentas digitais no esporte: o telespectador em campo

  • Francielly Martins Prado Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília - FEF-UnB
  • Alexandre Lima de Araújo Ribeiro Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília - FEF-UnB http://orcid.org/0000-0001-5266-4499
  • Alfredo Feres Neto Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília - FEF-UnB

Resumo

As transmissões esportivas no Brasil sempre foram eventos de grande audiência. Os meios de comunicação são responsáveis por intensificar essa paixão, uma vez que o crescimento da mídia, não por acaso, esteve sempre próximo ao desenvolvimento dos esportes no Brasil. Desta forma, analisou-se as características da veiculação do futebol pela televisão no país que, de olho no crescimento da audiência, revestiu o futebol com uma linguagem de espetáculo. A metodologia utilizada foi pesquisa bibliográfica sobre o tema. Os resultados corroboram com as características do esporte telespetáculo, no qual vale servir-se da interatividade visual, por meio do uso de computação gráfica, de várias câmeras de todos os ângulos e de atletas transformados em heróis nacionais, bem como da interação com os torcedores pelas redes sociais online.

Biografia do Autor

Francielly Martins Prado, Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília - FEF-UnB
Bacharel em Educação Física pela Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília (FEF-UnB). Integrante dos grupos de pesquisa Gestão e Marketing da Educação Física, Saúde, Esporte e Lazer - GESPORTE (CNPq) e Mídias, Educação e Educação Física (CNPq) da Universidade de Brasília. Membro do Laboratório de Pesquisa sobre Gestão do Esporte (GESPORTE)
Alexandre Lima de Araújo Ribeiro, Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília - FEF-UnB
Bacharel em Educação Física, pela Universidade de Brasília. Licenciado em Educação Física, pela Faculdade Mauá de Brasília. Mestre em Educação Física, pela Universidade de Brasília. Estudante de Doutorado em Educação Física, na Universidade de Brasília. Pesquisador dos grupos de pesquisa Reeducação Funcional e Desempenho Humano - ReDe (CNPq), da Universidade de Brasília, e do Grupo de Pesquisa em Atividade Física e Doenças Crônicas (CNPq), da Universidade Federal do Tocantins. Atualmente é Professor Substituto na Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília.
Alfredo Feres Neto, Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília - FEF-UnB
Possui graduação em Licenciatura em Educação Física pela Universidade de São Paulo (1988), Mestrado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (1994) e Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2001). Realizou estágio de pós-doutoramento na Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá) em 2015 e na Universidade da Beira Interior (Portugal) em 2016. Atualmente é Professor Associado da Universidade de Brasília. Tem experiência na área de Educação e Educação Física, com ênfase nas relações entre as mídias, o esporte, o lazer e a educação/educação física. Atualmente estuda as relações entre a Abordagem Transdisciplinar, Motricidade Humana e a Educação Física, e suas implicações nas áreas da Saúde e Educação.

Referências

BETTI, M. Mídia e Educação: Análise da relação dos meios de comunicação de massa com a Educação Física e os Esportes. In: Anais do Seminário Brasileiro em “Pedagogia do Esporte”. Santa Maria,1998.

SANTAELLA, L. “Da cultura das mídias à cibercultura: o advento pós-humano”.Revista Famecos. Rio de Janeiro, 2003.

REIS, H. H. B. Lazer e esporte; a espetacularização do futebol. In: BRUNHS, H. T. Temas sobre lazer. Campinas, Autores Associados, 2000. p. 130-143.

BETTI, M. A janela de vidro: esporte, televisão e educação física. Campinas: Papirus, 1998.

SEVERINO, A. J. Metodologia do Trabalho Científico. São Paulo: Cortez, 2007.

GODOY, A. S. Pesquisa qualitativa tipos fundamentais. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 35, n. 3, p. 20-29, 1995.

GOELLNER, S., REPPOLD FILHO, A., FRAGA, A., MAZO, J., STIGGER, M. and MOLINA NETO, V. Pesquisa qualitativa na Educação Física Brasileira: marco teórico e modos de usar. Revista da Educação Física/UEM, 21(3), 2010.

LÉVY, P. O que é virtual? Trad. Paulo Neves. São Paulo, Ed. 34, 1996. 157p.

MORAES, R., SERRANO, D. I. P., Mídia, Poder e Contrapoder. Boitempo Editorial, 2013.

RODRIGUES, E. F.; MONTAGNER , P.C. Esporte-espetáculo, televisão e pedagogia do esporte: o que crianças compreendem e as relações com um programa esportivo de televisão. http://www.efdeportes.com/ Revista Digital - Buenos Aires - Ano 10 - N° 85 – Junho de 2005, Acesso em: 03/08/2017, 19:10 horas.

SOUZA, F. A. P. Um estudo sobre a demanda por jogos de futebol nos estádios brasileiros. São Paulo: FEA/USP, 2004.

GASTALDO, É. Considerações sobre “o país do futebol”: mídia e copa do mundo no Brasil. In: INTERCOM – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, XXV, 2002, Salvador.

HOCHMÜLLER, H. L. S. O futebol brasileiro frente diferentes perspectivas. EFDeportes, Revista Digital. Buenos Aires - Año 16 - Nº 157, 2011.

FECHINE, Y. Uma proposta de abordagem do sensível na TV. In: XV Encontro da Compôs, 2006, Bauru. Anais. Bauru: Compós, 2006.

CAMARGO, V. R. T. O espetáculo midiatizado. Comciência. Lajabor / SBPC, 2006. nº 79. Disponível em: www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=16&id=151. Acesso em: 15/07/2017, 09:00 horas

FERES NETO, A. A virtualização do esporte e suas novas vivências eletrônicas. 2001. 117 f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2001.

COELHO, P. V. Jornalismo Esportivo. 1 ed. São Paulo: Contexto, 2003. (Coleção Comunicação - Jornalismo). 120 p.

ECO, U. A falação esportiva. In: Viagem na irrealidade cotidiana. 9.ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984. p.220- 226.

MARQUES, J. C. A falação esportiva: o discurso da imprensa esportiva e o aspecto mítico do futebol. In: XXV CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 25., 2002, Salvador.Anais Digital... Salvador: INTERCON, 2002. Disponível em: <http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2002/Congresso2002_Anais/2002_NP18MARQUES.pdf>. Acesso em: 8 ago. 2017.

Publicado
2019-08-01
Como Citar
Prado, F. M., Ribeiro, A. L. de A., & Neto, A. F. (2019). Ferramentas digitais no esporte: o telespectador em campo. South American Journal of Basic Education, Technical and Technological , 6(1). Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/SAJEBTT/article/view/2206
Seção
Artigos Originais Tecnologias e Multidisciplinar