FORMAS DE INTERVENÇÃO E EXPLORAÇÃO EM TERRAS INDÍGENAS NO DECORRER DA HISTÓRIA DO BRASIL

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo principal analisar as formas de exploração e intervenção em Terras Indígenas, assim como a violência acometida contra esses povos e a motivação dos indivíduos responsáveis por essas ações, no decorrer da história do Brasil. Através da análise dos dados fornecidos pelos relatórios da Comissão Nacional da Verdade da Ditadura Militar, Programa de Monitoramento de áreas protegidas do Instituto Socioambiental e de órgãos oficiais como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE e a Fundação Nacional do Índio - FUNAI, investigou-se as formas de intervenção que permanecessem sendo praticadas nas terras indígenas e as consequências que essas ações vem causando para esses povos. Por fim analisou-se o contínuo processo de práticas anti-indigenistas que acarretam no genocídio de povos indígenas no Brasil, trabalhando o conceito de Condenados da Floresta, de João José Veras de Souza e o processo de invisibilidade sofrido pelas populações indígenas.

Biografia do Autor

Rayra Torquato de Lima, Universidade Federal do Acre - UFAC
Acadêmica do Curso de Licenciatura em História da Universidade Federal do Acre (UFAC), 7º Período e Curso de Bacharelado em Direito do Centro Universitário U:VERSE, 4ºano.
Publicado
2021-01-29
Como Citar
Torquato de Lima, R. (2021). FORMAS DE INTERVENÇÃO E EXPLORAÇÃO EM TERRAS INDÍGENAS NO DECORRER DA HISTÓRIA DO BRASIL. Revista Em Favor De Igualdade Racial, 4(1), 155-168. Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/RFIR/article/view/4191
Seção
ARTIGOS