AFRODIÁLOGOS EM TORNO DA LEI 10.639/03

AUTOETNOGRAFIA E A MEDIAÇÃO INTELECTUAL

Autores

  • Lavini Castro
  • Lucimar Felisberto dos Santos Secretaria Municipal de Educação - Guapimirim/Duque de Caxias - Instituto Hoju

Resumo

O objetivo deste artigo é refletir sobre processos de mediação didática, destacando a intelectualidade na prática pedagógica envolvendo duas historiadoras que atuam na Educação Básica. Metodologicamente, a autoetnografia será a ferramenta de análise utilizada na recuperação das nossas lembranças e experiências. Nossas autorreflexões qualificarão e orientarão a descoberta de sentidos culturais, políticos e sociais mais amplos, pensando o conhecimento aplicado em sala de aula e o educar para as relações étnico-raciais. As relações estabelecidas com a comunidade escolar, destacadamente com alunos, gestores e professores, são o nosso objeto de reflexão. Somos duas professoras negras, da disciplina de História, conscientes do nosso lugar de fala em um espaço institucional marcado pela estrutura racista que organiza as escolas brasileiras. Nossas narrativas descrevem ações estratégicas, interventivas e, ao mesmo tempo, pragmáticas de intelectuais mediadoras que dialogam com os pressupostos do conteúdo da Lei 10.639/03, superando situações vividas no “chão da escola” numa tentativa de evidenciar possibilidades para uma pedagogia antirracista.

Biografia do Autor

Lavini Castro

Mestra em Relações Étnico Raciais pelo PPRER/CEFET; Pesquisadora da Linha de Pesquisa Experiências Religiosas Tradicionais Africanas, Afro-brasileiras, Racismo e Intolerância Religiosa (ERARIR); Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro. Co-criadora da marca Afrodiálogos

Lucimar Felisberto dos Santos, Secretaria Municipal de Educação - Guapimirim/Duque de Caxias - Instituto Hoju

Doutora em História Social do Brasil pela Universidade Federal da Bahia; Pesquisadora do Laboratório de História das Experiências Religiosas do Instituto de História (UFRJ) ; Coordenadora do Curso de Extensão e/ou especialização em produção de ferramentas para Educação das Relações Etnicorraciais (PPFERER) do Instituto Horus; Secretaria Municipal de Educação de Duque de Caxias e Guapimirim; Co-criadora da marca Afrodiálogos.

Downloads

Publicado

2021-01-29

Como Citar

Castro, L., & Felisberto dos Santos, L. (2021). AFRODIÁLOGOS EM TORNO DA LEI 10.639/03: AUTOETNOGRAFIA E A MEDIAÇÃO INTELECTUAL. Revista Em Favor De Igualdade Racial, 4(1), 116–131. Recuperado de https://periodicos.ufac.br/index.php/RFIR/article/view/4189

Edição

Seção

ARTIGOS