INTRODUÇÃO HISTÓRICA DA LÍNGUA DE SINAIS KAAPOS

  • ELENIRA OLIVEIRA GOMES UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE

Resumo

O presente artigo aborda uma das principais comunidades indígenas da região do Maranhão, denominada Urubu-Ka’apor, bem como faz um relato do processo histórico e da pacificação deste povo. Será feita uma abordagem sobre a cultura, a língua de sinais utilizada, e o método de interação comunicativa com os indivíduos surdos que foram infectados pela “bouba neonatal”. Deve-se observar que a importância da linguagem utilizada e a interação entre os membros dessa comunidade estão de acordo com as políticas voltadas para o conhecimento e difusão da sua cultura no convívio coletivo. Neste estudo foram utilizadas análises bibliográficas através de uma abordagem objetiva do tema proposto, considerando os conceitos e as diferenciações linguísticas da comunidade citada.

Biografia do Autor

ELENIRA OLIVEIRA GOMES, UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE

Graduada em História pela Universidade Federal do Acre - (UFAC) e Especialista em Libras, pela Faculdade de Teologia Batista Betel (FTBB). Membro do Grupo de Estudo e Pesquisa de Linguagem (GAEL), da UFAC; faz parte do PET Indígena Conexão de Saberes, da UFAC, e do grupo de Pesquisa Releituras Da História: Povos Indígenas nos Arquivos de Rio Branco, orientado pela Prof.ª Dra. Teresa Almeida Cruz.

Publicado
2019-11-18