Foco e Escopo

A Revista Navegações tem como foco e escopo a publicação de trabalhos científicos/acadêmicos originais, o incentivo à pesquisa e ao debate da área da Educação, centrados nas suas relações com a sociedade. Os trabalhos encaminhados para publicação deverão ser inéditos, em meios eletrônicos, não sendo permitida a sua apresentação simultânea para avaliação em outro periódico. Navegações publicará artigos inéditos de autores brasileiros ou estrangeiros. Sendo organizada em formato de publicação contínua em um número anual, aceitará, portanto, apenas trabalhos que estejam dentro do campo de pertinência do tema proposto.
 

Processo de Avaliação pelos Pares

Os trabalhos deverão ser enviados a Comissão Editorial, via Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER), que os submeterá ao juízo do Conselho Editorial, para verificação de adequação à política editorial da revista e do cumprimento de exigências normativas. Os artigos serão encaminhados, sem identificação, a no mínimo dois avaliadores externos. No caso de discrepância avaliativa será enviado a um terceiro parecerista. O nome dos avaliadores será mantido em sigilo.

Periodicidade

A revista Navegações é apresentada no formato de publicação contínua com periodicidade de um número anual.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

TAXAS PARA SUBMISSÃO E PUBLICAÇÃO DE TEXTOS

A Revista Navegações não cobra nenhuma taxa por textos publicados e, tampouco, pelos submetidos para avaliação, revisão, publicação, distribuição ou download.

POLÍTICA DE DETECÇÃO DE PLÁGIO

Plágio é o ato de assinar ou apresentar como seu conteúdo intelectual da obra de outra pessoa ou grupo. São consideradas plágio as seguintes atitudes: citar textualmente o trabalho de outra pessoa sem a devida citação da fonte; parafrasear o trabalho de outra pessoa, alterando algumas das palavras, ou a ordem das palavras, sem a devida citação da fonte; usar as idéias de outra pessoa, sem referência ao autor; recortar e colar da Internet sem a devida citação da fonte. Os proponentes devem garantir a originalidade dos manuscritos e caso utilizem artigos de outros autores que eles sejam devidamente citados.

EDITORA

Endereço: Rod. BR 364, Km 04, Bairro Distrito Industrial, Rio Branco-AC, CEP 69.920-900 - Ufac - Campus Sede (no anexo da Biblioteca Central) Fones: (68) 3901-2568 / 3901-2402 E-mail: edufac.ufac@gmail.com

Fontes de Apoio

"Grupo de estudos e pesquisas em políticas, práticas e currículos" -  Coordenação Prof. Dr. Rafael Marques Gonçalves

"Grupo de pesquisa política educacional, gestão e financiamento da educação" - Coordenação Prof. Dr. mark Clarck Assem de Carvalho

"Grupo de estudos e pesquisas em política educacional, gestão escolar e trabalho docente" -  Coordenação Profa. Dra. Ednaceli Abreu Dasmaceno e Profa. Dra. Lúcia de Fátima Melos

Histórico do periódico

A criação de um periódico científico vinculado ao Mestrado em Educação e voltado especificamente para divulgação e socialização da produção acadêmica da área de educação com relevo para as questões inerentes à pesquisa educacional na Amazônia particularmente, gestada por quatro grupos de pesquisa, a saber: "Grupo de estudos e pesquisas em políticas, práticas e currículos", "Grupo de pesquisa política educacional, gestão e financiamento da educação" e "Grupo de estudos e pesquisas em política educacional, gestão escolar e trabalho docente", sendo todos vinculados ao Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Federal do Acre, visa os seguintes objetivos:

1 - Ampliar a visibilidade do Programa de Pós-Graduação em Educação em UFAC, permitindo a interlocução com outros pesquisadores da área de educação e com as linhas de pesquisa que configuram o programa, projetos e pesquisas desenvolvidas pelos docentes permanentes do MED/UFAC e demais pesquisadores do campo da educação;

2 - Divulgar a produção de artigos voltados às questões atuais da educação e à produção de um diálogo plural entre pesquisadores e instituições, brasileiras e estrangeiras, do campo da educação ou de áreas afins;

3 - Atender a determinados critérios estratégicos de avaliação da área de educação junto à Capes;

4 - Contribuir para expandir e atender a política de indução levada a efeito pelo FEPAD para que os programas de pós-graduação da região amazônica diversifiquem as formas de divulgação e circulação do conhecimento e da pesquisa acadêmica produzida. 

Intitulada Navegações: revista de estudo e pesquisa em educação, a proposta traduz uma realidade absolutamente comum à região amazônica que vive, resiste, persiste, sobrevive e circula por entre estradas de águas margeadas pelos inúmeros rios, igarapés e lagos existentes no Estado do Acre e que apesar das formas tão sinuosas funcionam como importantes canais que interligam caminhos, diminuem as distâncias e contribuem para a socialização dos saberes acadêmicos e amazônicos em uma região marcada pela pluralidade.

A revista possui periodicidade semestral e deverá se organizar a partir da seguinte estrutura:

a)      Seção Temática (organizada por membros externos, cujas propostas após submetidas serão avaliadas pelo comitê editorial);

b)       Demanda Contínua (artigos submetidos em fluxo contínuo);

c)       Ensaios, Resenhas e Entrevistas que serão avaliados pelos pareceristas ad hoc, cujo perfil e corpo acadêmico será estruturado levando-se em consideração experiência e inserção na pesquisa e na produção acadêmica em educação.