Experimentação investigativa – a utilização de materiais alternativos para explorar métodos de separação de misturas a partir de estudos de caso no ensino médio

Autores

  • Brenda Silva dos Santos Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro
  • Taís Cristina de Lima Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro, São João de Meriti, Rio de Janeiro, Brasil
  • Ana Paula Sodré da Silva Estevão Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro
  • Ana Paula Bernardo dos Santos Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro

Resumo

A implementação de atividades experimentais investigativas no ensino de química é vista como um instrumento facilitador no processo de ensino aprendizagem, pois algumas temáticas, como métodos de separação de misturas são pouco exploradas devido à carência de laboratórios com materiais e equipamentos adequados no Ensino Médio público. Nessa concepção, buscou-se trabalhar separação de misturas tendo como método o estudo de caso e atividades experimentais utilizando materiais alternativos. Pode-se perceber que a atividade permite ao aluno a construção do próprio conhecimento, desenvolvendo lhe autonomia e identidade. Além da inclusão de atividades experimentais no espaço escolar, sem a necessidade de vidrarias ou equipamentos específicos.

Downloads

Publicado

2021-10-08