O uso de atividades de escritas e reescritas orientadas como estratégia metacognitiva de avaliação da aprendizagem

Autores

  • Welington Francisco Universidade Federal da Integração Latino-Americana
  • João Victor de Oliveira Campaner Universidade Federal da Integração Latino-Americana

Resumo

Este trabalho apresenta o uso de atividades escritas e reescritas orientadas como uma estratégia metacognitiva de avaliar a aprendizagem química de estudantes em nível superior. Essas atividades foram variadas (provas, trabalhos, análise de situações problema, resolução de casos etc.) e realizadas com estudantes matriculados na disciplina de Química Geral 2. Para a produção dos dados, utilizou-se da técnica do balanço de saber para identificar, a partir da tomada de consciência e concepção dos próprios estudantes envolvidos, como as atividades de escritas e reescritas funcionam como estratégia metacognitiva de avaliação. A análise das sete respostas, de acordo com a análise de conteúdo de Bardin, apontam que esse sistema se configura como uma ferramenta de avaliação metacognitiva promissora, pois foi identificado aspectos relacionados ao controle do próprio conhecimento, autorregulação e organização do conhecimento.

Downloads

Publicado

2021-10-08