Ajuste de distribuições de probabilidades à série 1970-2010 de precipitação máxima anual de Rio Branco, Acre

  • Jorge Washington de Sousa
  • Douglas Batista da Costa

Resumo

A determinação da magnitude das chuvas intensas é de fundamental importância para a elaboração de projetos hidráulicos e gerenciamento dos recursos hídricos em engenharia, além do dimensionamento de estruturas para o controle de erosão hídrica na conservação do solo. Objetivou-se com o presente trabalho, analisar o desempenho de quatro distribuições de probabilidades, aplicadas à série histórica de precipitação diária máxima anual do município de Rio Branco, Acre. Os dados de precipitação pluvial foram coletados em estação meteorológica convencional do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1970 a 2010. Foi aplicado o teste estatístico não paramétrico de Kolmogorov-Smirnov, ao nível de significância de 5%.  Os resultados evidenciam que os modelos probabilísticos Gama, Log-Normal a 2 parâmetros e Normal, ajustaram satisfatoriamente os dados de precipitação máxima diária anual. A distribuição Lognormal a 2 parâmetros apresentou maiores estimativas de precipitação provável, para períodos de retorno iguais ou superiores a dez anos, em relação às demais distribuições de probabilidades avaliadas nesse estudo.

Publicado
2020-05-07
Seção
Artigos Científicos