1.
Rossa LF, Morgenstern de Lima L. “PORQUE SE EU NÃO PUDER DESCER ATÉ O CHÃO, NEM DE LONGE É MINHA REVOLUÇÃO”: O MOVIMENTO FUNK COMO ACIONADOR DO RECONHECIMENTO IDENTITÁRIO DE MULHERES. Tropos [Internet]. 21º de setembro de 2020 [citado 17º de maio de 2021];9(2). Disponível em: https://periodicos.ufac.br/index.php/tropos/article/view/3987