Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat <p>A revista eletrônica&nbsp;<strong>Scientia Naturalis</strong>, do Centro de Ciências Biológicas e da Natureza - CCBN/Ufac,&nbsp;destina-se a publicação de trabalhos científicos originados de pesquisas nas áreas de Química, Física, Ciências Biológicas, Ciências Agrárias e Ensino de Ciências, nas modalidades de artigos científicos, relatos de experiência, notas técnicas, além de trabalhos associados a eventos nacionais e internacionais e revisões bibliográficas, dentro das áreas de interesse do periódico.<br><br><strong>| Ano de criação:&nbsp;</strong>2019&nbsp; <strong>|</strong>&nbsp;&nbsp;<strong>Periodicidade:</strong>&nbsp;Semestral&nbsp; <strong>|</strong>&nbsp; <strong>ISSN:</strong> 2596-1640&nbsp;&nbsp;</p> <p><strong>A revista está recebendo trabalhos para a 5ª Edição do Vol. 1 até o dia 15/11/2019, com previsão de publicação para dezembro de 2019. A submissão requer cadastro em nosso sistema e seguir as diretrizes para autores.</strong></p> pt-BR delciomarques@globo.com (Delcio Dias Marques) carlosgarcao.ufac@gmail.com (Carlos Eduardo Garção de Carvalho) Qua, 26 Jun 2019 18:21:37 -0500 OJS 3.1.2.1 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Abordagem CTS como promotora da alfabetização científica: concepções de um grupo de licenciandos em química https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2607 Este trabalho tem por objetivo compreender as concepções de licenciandos em Química, participantes de um componente curricular sobre CTS, acerca das potencialidades desta abordagem na promoção da alfabetização científica. Para isso, analisamos produções textuais que foram orientadas a partir do questionamento: “de que forma a abordagem CTS pode ser facilitadora da alfabetização científica?”. Os textos foram analisados a partir de dimensões de análises definidas a priori pautadas nos referenciais teóricos sobre CTS e AC adotados. São esses: compreensão sobre a abordagem CTS no ensino, relação CTS e AC relações com a prática docente. Após análise, verificamos que apesar de os estudantes conseguirem estabelecer relações entre a abordagem CTS na promoção da AC, essas ainda são superficiais, uma vez que apresentam lacunas teóricas e epistemológicas. Por fim, reforçamos a importância dessas discussões na formação inicial de professores pois, até mesmo discussões iniciais, são capazes de promover a reflexão da prática docente. Flávia Caroline Bedin, Maiara Fantinelli, Mateus Carneiro Guimarães dos Santos, Matheus Junior Baldaquim, Neide Maria Michellan Kiouranis, Pamela Franco Marani Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2607 Qua, 26 Jun 2019 18:21:31 -0500 Cromatografia de solo: uma análise qualitativa para o cultivo de alimentos https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2608 <p class="Default"><span>A produção de alimentos constitui um aspecto potencial para a abordagem CTS, contribuindo de forma direta para qualificação das escolhas dos cidadãos que compõem uma sociedade mais justa e solidária. Este trabalho apresenta um recorte da investigação sobre segurança alimentar em alimentos de origem vegetal cultivados com o uso do pó de rocha, em Santa Catarina, realizada por estudantes do Ensino Médio de uma escola da rede privada. Neste momento apresenta-se e discute-se a análise qualitativa de solo, por meio da cromatografia do solo de canteiros experimentais, situados nas dependências da escola, nos quais serão cultivados alimentos que serão analisados segundo sua composição mineral. As cromatografias revelaram aspectos importantes do solo analisado. Revelou-se uma ferramenta eficiente para a compreensão do solo enquanto fator abiótico fundamental na qualidade do alimento cultivado, inferindo na escolha dos mesmos e em tomadas de decisões que se façam necessárias durante o ciclo de produção. </span></p> Sandra Aparecida dos Santos, Renata Dalcanale Araujo, Bianca Roberta Hasse, Glauco Henrique Lindner, Marcus Eduardo Maciel Ribeiro Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2608 Qua, 26 Jun 2019 18:21:31 -0500 Polímeros e meio ambiente: uma proposta de ensino interativo numa abordagem teórico-prática para alunos de química do ensino médio https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2609 <p class="Default"><span>Neste trabalho propõe-se o desenho de uma sequência didática, numa abordagem teórico-prática, do tema polímeros e meio ambiente, para ser realizada em uma turma de alunos do ensino médio. A dinâmica pedagógica proposta está embasada nas ideias de Méheut, de modo que as interações entre professor, aluno, mundo material e conhecimento científico são essenciais para o aprendizado. O estudo de polímeros é muito importante e no ensino deste conteúdo busca-se entender e discutir sua utilização e/ou reutilização, impactos do descarte desses materiais no meio ambiente e possibilidades de reciclagem. A sequência proposta foi estruturada em 6 momentos, quais sejam: levantamento de concepções e definições prévias, leitura de textos e debate, atividade externa de coleta seletiva, atividade experimental, jogo didático e questionário avaliativo. Espera-se provocar uma inquietude tal nos alunos, que eles se sintam motivados pela busca continuada da ampliação deste conhecimento, bem como possam aplicar estas informações no seu dia a dia, para contribuir para a sociedade e em sua vida acadêmica. O desenvolvimento destas atividades também é importante para levantar reflexões sobre a importância de propor práticas pedagógicas que considerem os princípios da educação em uma perspectiva socioambiental.</span></p> Priscila Tamiasso-Martinhon, Amanda Guedes Rodrigues, Ângela Sanches Rocha, Célia Sousa Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2609 Qua, 26 Jun 2019 18:21:32 -0500 Chemsketch: uma breve análise do seu impacto no desenvolvimento das habilidades visuoespaciais de alunos do Instituto Federal do Amazonas – IFAM https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2610 <p class="Default">Neste trabalho, foi realizado uma análise com estudantes da 3º série do ensino médio do Instituto Federal do Amazonas (IFAM) em Humaitá-AM, utilizando o software Chemsketch<em> </em>para o estudo e a compreensão da isomeria geométrica. O uso dessa ferramenta visava o favorecimento das habilidades visuoespacial e do aprimoramento do processo de ensino-aprendizagem, auxiliando os estudantes na diferenciação dos isômeros. Para tal análise utilizou-se de aporte, a Teoria da Mediação Cognitiva (TMC), que tenta esclarecer o desenvolvimento da habilidade cognitiva de estudantes a partir do contato dos mesmos com softwares e sistemas computadorizados. Os resultados apontam para um ganho cognitivo dos estudantes, aparentando adquirir a capacidade de representar compostos moleculares com características visuoespaciais mais claras, após o uso do <em>software</em>. </p> Luiz Eduardo L. da Silva, Raimundo W. F. Mendonça, Joiane R. Leite, Paula R. M. Meotti, Euricleia G. Coelho, Mayana G. P. de Souza Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2610 Qua, 26 Jun 2019 18:21:32 -0500 Promoção de atividades experimentais na perspectiva da educação CTS: uma proposta com alunos da licenciatura em química https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2611 <p>O presente trabalho teve como objetivo promover reflexões sobre Ciência e Tecnologia, assim como realizar atividades que favorecessem a problematização e uma formação crítica. Foram realizados seis encontros com um grupo de oito alunos do curso de Licenciatura em Química de uma instituição pública federal, nos quais foram discutidos textos e realizadas atividades experimentais que envolveram temáticas relativas às problemáticas do cotidiano dos envolvidos, a citar, resíduos domiciliares e queimadas. Os resultados permitiram identificar, entre o grupo, concepções tradicionais da Ciência, assim como da Tecnologia como aparato ou produto da Ciência. Os temas resíduos e queimadas foram explorados por meio de leituras compartilhadas, discussões e de atividades experimentais que envolveram a construção de uma composteira e a degradação do filme PVC. Acredita-se que, as atividades tenham contribuído com a formação dos futuros professores, por meio da formação de valores e aquisição de conhecimentos sobre os assuntos trabalhados.</p> Nara Alinne Nobre da Silva, Roberto Ribeiro da Silva Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2611 Qua, 26 Jun 2019 18:21:32 -0500 Vivências e compreensões de professores de química recém-formados sobre o estágio supervisionado https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2612 Nesse trabalho pretendemos analisar a contribuição do estágio supervisionado na formação de professores de Química de um curso de licenciatura em Química recente. Para tanto, realizamos entrevistas estruturadas com uma amostra de 20 professores de Química recém-formados. As análises das transcrições das entrevistas se deram por análise de conteúdo e emergiram três categorias: as dificuldades encontradas pelos estagiários durante o período de estágio; a contribuição das atividades de estágio para a formação inicial; e a satisfação frente a atual estrutura do estágio. A análise dos resultados conduzem-nos a propor uma vivência mais satisfatória desses estagiários nas escolas concedentes, uma melhor articulação e integração entre conteúdos específicos e pedagógicos, bem como um planejamento das atividades do estágio mais adequado. Mônica Silva Segatto, Maria Stela da Costa Gondim Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2612 Qua, 26 Jun 2019 18:21:33 -0500 A análise da experimentação proposta em livros didáticos como prática formativa de professores de química https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2613 Pesquisas relacionadas com a formação de professores apontam a necessidade da formação de um profissional preparado para as diversas realidades reinantes no âmbito escolar, que se coloca movimento constante, em mudança, em transformação. O professor hoje necessita de uma formação ampla, teórico-metodológica, que lhe permita ser reflexivo sobre sua própria prática. Desta forma, este relato de experiência, avaliou a contribuição da análise das atividades experimentais propostas em livros didáticos na formação de professores de Química. Os resultados apontaram para a efetividade da ação tendo em vista a proximidade da mesma com a atuação futura dos mesmos. Jhonathan Renner N. dos Santos, Evellyn Heloise Lopes Ferreira, Lívia Maria Araújo Soares, Sandra Regina Longhin Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2613 Qua, 26 Jun 2019 18:21:33 -0500 A narrativa de si como possibilidade para reflexão da prática docente no período do estágio supervisionado https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2614 Neste artigo apresentamos parte dos resultados de uma monografia de conclusão de curso na qual são evidenciadas as contribuições do Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Química de uma Universidade Tecnológica Federal do Paraná para a construção da identidade docente do licenciado em Química. Para a constituição dos dados, foram utilizadas as observações, anotações, portfólios, fundamentações teóricas e metodológicas produzidas no âmbito deste componente curricular no decorrer de dois anos. A análise dos dados foi realizada tendo como aporte teórico-metodológico a narrativa de si para reflexão das experiências vivenciadas, constituindo-se como uma abordagem de pesquisa qualitativa. Depreende-se que, este momento formativo, é fundamental para apropriação de saberes teóricos e metodológicos necessários para mobilizar na prática, proporcionando situações em que se aprende com e a respeito da realidade vivenciada, ao passo que contribui de forma significativa para a construção da identidade docente. Matheus Junior Baldaquim, Flávia Caroline Bedin, Thalita Gabriela Comar Charallo, Márcia Camilo Figueiredo Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2614 Qua, 26 Jun 2019 18:21:33 -0500 Uma proposta de contextualização teatral científica sobre qualidade do ar no ensino de química https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2615 O presente trabalho propõe o desenvolvimento de uma peça teatral científica para a contextualização da temática qualidade do ar no ensino de Química, em uma abordagem de educação ambiental crítica. O trabalho foi desenvolvido por um grupo de professores mestrandos a partir de proposta disciplinar da professora de Química Ambiental para contextualizar a Educação Ambiental a partir de uma atividade artística. O enredo da peça foi desenvolvido e encenado pelos mestrandos e alguns aspectos referentes ao trabalho realizado e à proposta de inserção da peça no ensino de Química foram levantados. Os resultados apontam para a possibilidade de realização de um trabalho que integra conhecimentos, promove habilidades de expressão e sociais, mostrando-se viável para promover o desenvolvimento do conhecimento humano e do senso crítico na Educação Ambiental e no ensino de Química. Pablo Wolf Oliveira, Fernanda Souza Pinto, Julianna Ferreira de Almeida Prata, Rafael Lopes da Costa, Joyce Cezário Barbosa, Flora Gomes de Oliveira da Silva, Jussara Lopes de Miranda Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2615 Qua, 26 Jun 2019 18:21:33 -0500 Inclusão e a prática pedagógica no ensino de química: aproximações e distanciamentos da aprendizagem https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2616 Apresentamos, neste texto, resultados parciais de uma pesquisa que investigou os recursos didáticos, na tendência inclusiva, no Ensino de Química em uma Instituição pública no interior do Estado de Goiás, Brasil. Para tanto, apontamos algumas reflexões sobre a prática pedagógica utilizada com um estudante com Deficiência Intelectual (DI) da primeira série do ensino médio. Investigamos o contexto em que o aluno com DI está inserido, a partir da imersão e observação dos pesquisadores na escola. Também aplicamos um questionário ao Professor Regente de Química e ao Professor de Apoio para analisar as metodologias utilizadas com o estudante. Finalmente, apontamos resultados do desempenho acadêmico do estudante com DI a partir das metodologias utilizadas em sala de aula. Percebemos que as estratégias e recursos didáticos no ensino de Química não atendem os estudantes com Necessidades Educacionais Especiais e, por conseguinte, pode distanciar o real processo de inclusão na escola. Lauryenne Camille Santana, Elisabete Alerico Gonçalves, Nicéa Quintino Amauro, Paulo Vitor Teodoro de Souza Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2616 Qua, 26 Jun 2019 18:21:34 -0500 Agroquímica, horta escolar e educação CTSA: um projeto desenvolvido pelo Pibid química da UEG https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2617 Esse projeto envolve a temática Agroquímica, horta escolar a partir dos pressupostos educacionais das relações Ciência-Tecnologia-Sociedade-Ambiente (CTSA) e, foi desenvolvido por quatro bolsistas do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid), com duas turmas da Educação de Jovens e Adultos (EJA), no colégio campo do Subprojeto Química da Universidade Estadual de Goiás. Nosso objetivo foi desenvolver atividades a fim de que o aluno compreendesse os princípios básicos da agricultura, associando-os prática do dia a dia, provocando um avanço na formação social, intelectual e moral, a partir de uma educação transformadora e formadora de cidadãos autônomos e críticos. Concluímos que trabalhar com a Educação CTSA, permite-nos ir além dos saberes conceituais e memorizações de fórmulas, já que é possível formar jovens e adultos capazes de tomar decisões e de apresentar uma visão crítica mediante diversas situações, o que lhe permitirá exercer seu papel de cidadão na sociedade. Danniel Camargo Silva, Cinthia Stephanie Peixoto Diniz, Francielly Ferreira de Faria, Maria Thays Aguiar dos Santos, Nília Oliveira Santos Lacerda Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2617 Qua, 26 Jun 2019 18:21:34 -0500 Proposta para a utilização de um aplicativo no ensino de química para alunos do ensino médio integrado ao técnico em química https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2618 <p>O artigo abordará um tema muito discutido atualmente: a tecnologia na sala de aula. Mostrará como a mesma pode influenciar de modo positivo no aprendizado dos alunos do ensino médio integrado ao Técnico em Química. O projeto de pesquisa realizado foi de cunho exploratório e descritivo, adotando como metodologia uma aula expositiva de 50 minutos, apresentando um aplicativo que já está disponível e algumas particularidades interessantes. O artigo foi discutido por meio da participação dos alunos e um questionário aplicado sem necessitar de identificação. Notou-se que as maiorias dos alunos entenderam o uso do aplicativo, de modo que os mesmos aceitaram a proposta para obterem mais conhecimento. Mostrar aos alunos, ou tornar visível, detalhes importantes da Química, como o formato das moléculas, colaborou para uma aprendizagem produtiva, tanto na sala de aula como nas horas dos estudos, tornando a prática pedagógica de ensinar eficaz.</p> Stephanie Jedoz Stein, Suehelen Jedoz Stein, Idielly Silva Toledo, Juliana Aparecida da Silva, Renato André Zan Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2618 Qua, 26 Jun 2019 18:21:34 -0500 A experimentação demonstrativa no ensino de química promovendo o conhecimento científico https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2619 <span>A recente e promissora relação entre Ciência, Tecnologia e Sociedade está vinculada a importância da alfabetização científica (AC) para a formação de cidadãos críticos e reflexivos, capazes de tomarem decisões e solucionar problemas, levando a refletir sobre a experimentação demonstrativa e a formação do conhecimento. Nesse sentido, este trabalho tem como objetivo promover o conhecimento científico em um processo que se inicia na sala de aula, utilizando a experimentação demonstrativa como ferramenta de desenvolvimento do aluno atuante em sociedade. Essa atividade foi realizada numa escola pública de ensino regular, por meio da ação dos bolsistas do Pibid (ID) do subprojeto Química da PUC Goiás. A experimentação intitulada: a determinação da transferência de calor entre diferentes materiais com o uso de calorímetro se mostrou eficiente pois os alunos do EM identificaram a necessidade de compreender conceitos específicos da Química, fundamentais a construção do conhecimento científico. </span> Angélica Ramos da Luz, Sandra Regina Longhin Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2619 Qua, 26 Jun 2019 18:21:35 -0500 Química forense: divulgação científica na feira de ciências https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2620 A Química Forense vem ganhando espaço na televisão, no cinema, nos jornais e nos jogos e cada vez mais atraindo o interesse do público jovem, Desse modo, buscando promover a educação científica aliada à formação crítica e consciente dos estudantes em relação à elucidação de crimes em que a Química está inserida, o artigo apresentado resulta de um projeto relacionado a Química Forense: divulgação cientifica na feira de ciências. O estudo foi realizado com um grupo de 10 alunos, da 1ª série do Ensino Médio, do Sistema Colégio e Curso, em Parnamirim, região metropolitana do Rio Grande do Norte, em 2017. Os resultados obtidos demonstraram que a maioria dos visitantes ao evento desconhecia o papel da Química como parte integrante das Ciências Forenses. Logo, esse artigo pode provocar a discussão e ações práticas sobre essa temática. Alef Bruno dos Santos, Fábia Maria Gomes de Meneses Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2620 Qua, 26 Jun 2019 18:21:35 -0500 Lavoisier e a experimentação demonstrativa investigativa: uma estratégia didática envolvendo o ensino da lei de conservação das massas https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2621 O presente trabalho relata a realização de um experimento em uma abordagem demonstrativa-investigativa envolvendo alunos do 9º ano de uma escola pública no município de Barra Mansa (RJ). A experimentação é tema presente nas aulas de química e já existem experimentos tradicionais que são sempre utilizados em sala de aula, contudo, a visão de ensino de química é totalmente diferente de quando esse experimento começou a ser utilizado. Esse trabalho tem como principal objetivo repensar um experimento sobre a lei de conservação da massa a fim de deixá-lo mais aberto para a participação dos alunos e assim verificar as possíveis contribuições para o processo de ensino aprendizagem dos educandos. Observou se que a utilização dessa abordagem experimental contribuiu para que os estudantes entendessem a relação da lei de conservação da massa e a experimentação e se apropriassem da relação entre fenômenos e conceitos. Lucas Peres Guimarães, Denise Leal de Castro Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2621 Qua, 26 Jun 2019 18:21:35 -0500 Flogisto e a lei de conservação das massas: a história da química como subsídio para a reflexão da construção do conhecimento científico https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2622 O presente trabalho relata uma estratégia didática envolvendo alunos do 9º ano de uma escola pública no município de Barra Mansa (RJ). Esta atividade teve como principal objetivo demonstrar aos alunos que a química é construção humana e coletiva. Lavoisier, frequentemente é nomeado por inúmeros livros didáticos como o “pai” da química. Esse trabalho parte dessa premissa e demonstra aos alunos, através de uma narrativa histórica e um vídeo com um experimento, parte da trajetória desse cientista que resultou na superação da teoria do flogisto. Foi verificado após essa estratégia didática que o uso da história da química em sala de aula evita que o aluno tenha uma visão deformada do trabalho científico, o aproximando da área desse conhecimento e muitas vezes identificando-se com o cientista, já que o uso da história da química permite a apresentação de todo o contexto envolvido apresentando assim uma maior humanidade do cientista. Lucas Peres Guimarães, Denise Leal de Castro Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2622 Qua, 26 Jun 2019 18:21:35 -0500 Teatro: um dos caminhos que supera os desafios no ensino de química na educação especial https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2623 Este trabalho foi realizado por graduandos do curso de Biologia e Química, da Universidade Federal do Amazonas, no município de Humaitá. A Química é parte da vida, perpassa transversalmente a maioria das ciências. Atualmente é uma das matérias estruturais da Base Nacional Comum. O artigo parte de um projeto de extensão aplicado no instituto APAE, que atende voluntariamente alunos com deficiência. Tal projeto objetivou repassar noções básicas de bioquímica (biomoléculas elementares), mediante metodologias participativas apoiadas nas artes cênicas (teatro), buscando relacionar tais conteúdos com o consumo de alimentos cotidianos, mediante a análise da estrutura e funções químicas. Justifica-se isso ao fato de as resistências e dificuldades na compreensão de conteúdos abstratos poderem comprometer o processo ensino/aprendizagem. A maioria dos discentes apresentou desempenho satisfatório, atingindo os resultados almejados. Por isso, faz-se necessário discutir e construir metodologias específicas que auxiliem no repasse de conteúdo técnico e cientifico para esse tipo de público. Erica Fernandes Caitano, Paula Regina Melo Meotti, Josabeth Bezerra Teixeira, Lilian Cristina Leal e Silva, João Carlos Costa Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2623 Qua, 26 Jun 2019 18:21:36 -0500 Representação da mulher em livros didáticos de química https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2624 Este trabalho tem como objetivo realizar uma análise, via abordagem predominantemente qualitativa, de como a figura da mulher é inserida e representada em livros didáticos da disciplina de química, utilizados em escolas públicas. Para isto, foram avaliados três livros didáticos que fizeram parte do programa nacional do livro didático em ciclos distintos. Observou-se uma tendência a sub-representação feminina em todos os livros analisados, tanto no discurso textual quanto no imagético, além da reprodução de estereótipos de gênero que perpetuam a imagem da ciência, e da química em particular, como uma atividade exclusivamente masculina. Isso representa um enorme prejuízo para a sociedade como um todo pois desencoraja o acesso de um vasto grupo de pessoas à ciência. Célia Sousa, Cássia Ferreira Coutinho Pereira, Ângela Sanches Rocha, Simone Becker, Priscila Tamiasso-Martinhon Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2624 Qua, 26 Jun 2019 18:21:36 -0500 Revisão sistemática acerca da incidência das contribuições teóricas de Rafael Porlán e colaboradores nas pesquisas brasileiras sobre formação de professores de ciências https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2625 <p>Este trabalho apresenta uma versão revista e ampliada de uma revisão bibliográfica sistemática apresentada no XIX ENEQ sobre a incidência dos estudos de Rafael Porlán e colaboradores em pesquisas brasileiras na área de Ensino de Ciências, bem como sua caracterização no tocante a sua temática e abrangência. Ao contrário de outros modelos e tipologias para os saberes docentes, a proposição teórica dos autores espanhóis é direcionada particularmente às questões pedagógicas concernentes ao Ensino de Ciências mediante a discussão de formas de transição e maneiras de evolução de Modelos Didáticos conduzidos pela hipótese de progressão do conhecimento profissional de professores vinculada com as singularidades dos conteúdos curriculares das Ciências. Diante desse cenário, a constituição do <em>corpus</em> de dados desta pesquisa foi realizada a partir de sete periódicos nacionais inseridos nos estratos A1 e A2 do Qualis CAPES e enquadrados na Área de Ensino, com a delimitação temporal entre os anos de 1997 e 2017. Identificou-se que, em que pese a relevância e a magnitude do modelo teórico proposto pelos investigadores espanhóis, de sua versatilidade e abrangência, no Brasil, esses estudos têm sido pouco conhecidos, divulgados e incorporados às pesquisas sobre formação inicial e continuada de professores de ciências. Apresenta-se, porém, por meio da discussão das principais proposições teóricas de Rafael Porlán e colaboradores, um cenário de possiblidades para inovações tanto para a compreensão do processo de produção de saberes profissionais quanto para a formação inicial e continuada de professores de ciências.</p><strong>Palavras-chave:</strong><em> </em>Saberes docentes. Conhecimento pofissional. Inovação educacional. Amadeu Moura Bego, Francisco Otávio Cintra Ferrarini, Thiago Moura Bego Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2625 Qua, 26 Jun 2019 18:21:36 -0500 Ensino de química, modelos e autonomia intelectual https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2626 Muito se tem discutido sobre o objetivo do Ensino de Ciência, em particular, do Ensino de Química. Conhecimento como crença verdadeira, mudança de crença e entendimento dos objetos que a ciência propõe tais como a natureza epistemológica das teorias (logo, dos modelos), são alguns dos objetivos conforme sugerem diversos autores. Neste trabalho, estarei tratando da perspectiva do ensino de modelos. Nesse sentido, defenderei a tese que considera que o objetivo do ensino de modelos em Química, é à autonomia intelectual. E, nessa perspectiva, à ideia de desacordo epistêmico/dialético é fundamental para sua caracterização. Para tanto, apresentarei dois cenários em que a reflexão tem valor epistêmico. O primeiro refere-se ao debate entre realistas científicos e antirrealistas, e o segundo, o debate acerca da autonomia da Química frente à Física. Uarison Rodrigues Barreto Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2626 Qua, 26 Jun 2019 18:21:36 -0500 Categorização de trabalhos completos publicados nos anais do encontro nacional de ensino de química – ENEQ, referentes à temática jogos https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2627 O presente trabalho tem como objetivo categorizar e quantificar a produção acadêmica referente à temática jogos, na área do Ensino de Química. Foram analisados artigos contemplados nos anais XVI, XVII e XVIII do Encontro Nacional do Ensino de Química. A quantificação dos trabalhos foi realizada via título, resumo e palavras-chaves e, para a categorização, foram utilizadas quatro categorias à priori: [I] Utilização de jogos para reforço de conteúdos químicos; [II] Utilização de jogo para a construção do conhecimento químico; [III] Utilização de jogo para abordagem temática, e; [IV] Utilização de jogos para fins de pesquisa educacional (SCHNEIDER et al. 2017), e uma elaborada à posteriori: [V] Utilização de jogo como instrumento de avaliação. Através dos resultados, observamos que em poucos trabalhos os alunos participam da criação, do desenvolvimento e da aplicação dos jogos didáticos, e concluímos que a aplicação de jogos didáticos apresentadas nos trabalhos completos categorizados, é consideravelmente mais voltada para o reforço de conteúdo químico. Mariana Schneider, Bruna Savedra Santana, Denise Gomes da Silva Costa, Talles Viana Demos Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2627 Qua, 26 Jun 2019 18:21:37 -0500 Panorama das produções fundamentadas em TICs: em foco as ciências naturais https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2628 Os aspectos teórico-metodológicos relacionados à Didática das Ciências estão cada vez mais presentes em pesquisas da área de Educação. Com efeito, o contexto da sala de aula é dinâmico, numa amplitude de diversidade cultural em que os estudantes têm acesso facilitado às informações e, portanto, as Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) são recursos imprescindíveis ao trabalho pedagógico. Neste contexto, apresentamos aqui os resultados parciais de uma pesquisa que investiga a presença de proposições fundamentadas em TICs para o Ensino de Ciências Naturais descritos em atas do Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (Enpec), entre os anos de 2007 a 2017. Ao total, examinamos 270 textos, os quais foram categorizados conforme o público-alvo das proposições. O maior número de trabalhos publicados no Enpec, e relacionados às TICs (54%), refere-se às pesquisas voltadas para a Educação Básica. Percebemos também o crescimento das investigações sobre reflexões/apropriações das tecnologias para o Ensino de Ciências Naturais; todavia, este estudo corrobora para a visualização de ações ainda pouco representativas, em que os estudantes sejam, de fato, protagonistas no processo de ensino e aprendizagem. Jéssica da Silva Guimarães, Paulo Vitor Teodoro de Souza, Simara Maria Tavares Nunes Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2628 Qua, 26 Jun 2019 18:21:37 -0500 Movimento escoteiro e educação não formal: o uso de atividade de experimentação química em um acampamento escoteiro https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2634 O presente trabalho pretende discutir alguns aspectos sobre o uso de jogos e atividades lúdicas em ambiente de educação não formal, o movimento escoteiro. Apresenta um breve histórico sobre a história do Escotismo no cenário mundial e brasileiro, bem como seus princípios e seu método escoteiro. Aborda as definições de educação formal, informal e não formal, caracterizando-as segundo autores da área, tendo como objetivo mostrar que a atividade de experimentação pode ser usada em um espaço de educação não formal. Essa pesquisa se caracteriza por uma abordagem qualitativa a partir de um estudo de caso e observou as diversas possibilidades de utilização de atividades de experimentação dentro do ambiente de educação não-formal, o movimento escoteiro, como possibilidade de se trabalhar conceitos químicos a partir de jogos e atividades lúdicas. Ana Luíza do Prado Lima, Márlon Herbert Flora Barbosa Soares, Nyuara Araújo da Silva Mesquita Copyright (c) 2019 Scientia Naturalis https://periodicos.ufac.br/index.php/SciNat/article/view/2634 Sex, 28 Jun 2019 00:00:00 -0500